blog@qui | 7º Ano

Espaço de reflexão sobre as aulas de História | Externato Maria Auxiliadora | Viana do Castelo

23.4.07

As relações feudo-vassálicas

Explica em que consistiam as relações feudo-vassálicas.

7 Comments:

  • At 5:34 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Senhora Professora Sónia Cruz:
    As relações feudo-vassálicas consistiam em:
    contrato de vassalagem, em que o rei estabelecia a obrigação de fidelidade, serviço militar e conselho aos suseranos por troca em terras, títulos ou cargos;
    os suseranos ao vassalos de protecção, auxílio e doação de feudo.
    Esse contrato de vassalagem era realizado com uma cerimónia com 3 actos simbólicos: homenagem em que o vassalo se ajoelhava perante o suserano;
    juramento de fidelidade em que o vassalo se comprometia a ser fiel e a investidura que consistia na entrega ao vassalo de um objecto que significava o acordo efectuado.

    Feito por
    Abel Azevedo nº1 7º ano

     
  • At 7:10 da tarde, Anonymous Abel Azevedo said…

    Senhora Professora Sónia Cruz:
    As relações feudo-vassálicas consistiam em:
    contrato de vassalagem, em que o rei estabelecia a obrigação de fidelidade, serviço militar e conselho aos suseranos por troca em terras, títulos ou cargos;
    os suseranos ao vassalos de protecção, auxílio e doação de feudo.
    Esse contrato de vassalagem era realizado com uma cerimónia com 3 actos simbólicos: homenagem em que o vassalo se ajoelhava perante o suserano;
    juramento de fidelidade em que o vassalo se comprometia a ser fiel e a investidura que consistia na entrega ao vassalo de um objecto que significava o acordo efectuado.

     
  • At 6:27 da tarde, Anonymous Daniela Peixoto said…

    Olá sora!!!
    As relações feudo-vassálicas consistiam no contrato de vassalagem, onde o rei estabelece uma obrigação de fidelidade, serviço militar e conselho aos suseranos em troca de terras, títulos e cargos.
    E dava-lhes....

     
  • At 3:12 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Na idade media estabeleceram-se laços de dependência entre os senhores mais poderosos (suseranos) e os mais fracos (vassalos) que ficaram conhecidas como relações feudo-vassálicas. Efectuavam um contrato, numa cerimónia especial, onde se estabeleciam direitos e deveres mútuos. Em compensação, o vassalo recebia um feudo (uma terra ou propriedade).
    O rei garantia ao vassalo um feudo, protecção e sustento, em troca o vassalo dava ao rei, lealdade, apoio militar e financeiro.

    nao dava é a mariana e a carolina do 7º

     
  • At 3:29 da tarde, Anonymous Jo@n@ e M@rg@rid@ said…

    Olá stora!!!!

    As relações feudo-vassálicas consistiam em o vassalo tem que servir o seu suserano.
    Este, por sua vez tinha de dar auxilio e protecção ao seu vassalo, para que este tivesse respeito e consideração para com ele.

     
  • At 8:51 da tarde, Anonymous ze antonio e ines peixoto said…

    ***********OLA*****************


    As relações feudo-vassálicas consistiam no contrato de vassalagem, onde o rei estabelece uma obrigação de fidelidade, serviço militar e conselho aos suseranos em troca de terras, títulos e cargos.

    ***************BJX***************

     
  • At 4:47 da tarde, Blogger João Alberto said…

    Se quisermos procurar a origem das relações feudo-vassálicas, temos de nos situar no império de Carlos Magno. Durante o reinado deste imperador, a alta nobreza e o alto clero foram recompensados pelo rei pelos serviços que prestavam. Chamava-se a estas recompensas "benefícios" e consistiam em terras, cargos ou direitos para toda a vida. Mais tarde, denominaram-se "feudos".
    Com a morte de Carlos Magno, deu-se o enfraquecimento do poder real que se dispersou por esses senhores da alta nobreza e do alto clero, chegando alguns a tornar-se autênticos soberanos, com poderes militares, judiciais, fiscais e mesmo o de cunhar moeda.
    Estes senhores faziam um juramento de fidelidade, pelo qual se transformavam em vassalos do rei. Contudo, dentro do seu território, cada vassalo do rei tinha também os seus vassalos. Assim, os nobres encontravam-se subordinados uns aos outros por laços de dependência, relações estas que caracterizavam a sociedade feudal.
    Os contratos de vassalagem passaram a dominar em quase toda a Europa Ocidental, devido à instabilidade e insegurança provocadas pelas invasões normandas.
    A partir do século X, os contratos de vassalagem foram feitos através de cerimónias com carácter religioso. Nestas cerimónias, o que outrora se chamava "encomendação" passou a designar-se "homenagem". Durante ela, o vassalo, ajoelhado perante o suserano, fazia-lhe um juramento de fidelidade, tornando-se, assim, "homem" do seu suserano e recebia deste a "investidura do feudo": uma terra ou a chave de um castelo.
    A realização desta cerimónia selava uma união indissolúvel e impunha ao vassalo e ao suserano direitos e deveres:
    - os vassalos deviam ao suserano fidelidade, serviço militar e conselho ao suserano por troca em terras, títulos ou cargos.
    - o suserano devia aos vassalos protecção, auxílio e doação de feudo.

     

Enviar um comentário

<< Home