blog@qui | 7º Ano

Espaço de reflexão sobre as aulas de História | Externato Maria Auxiliadora | Viana do Castelo

24.2.07

O Cristianismo

Explica em que medida o Império Romano facilitou a propagação do Cristianismo pelo mundo.

8 Comments:

  • At 5:29 da tarde, Blogger Abel Azevedo said…

    Bons dias senhora professora Sónia Cruz.

    Inicialmente, os Romanos permitiram
    que os Hebreus praticassem a sua religão, quando invadiram a palestina.Mas a perseguição aos cristãos instala-se no tempo do imperador Octávio César Augusto.O cristianismo espalhou-se por todo o Império Romano, porque defendia valores de esperança para os povos oprimidos; poque a desigualdades sociais existiam;porque a comunidade judaica espalhou-se pelo Império. Finalmente, a rede de estradas e a lingua que unia o Império foram excelentes meios para transmitir a mensagem do Messias.

     
  • At 10:41 da tarde, Anonymous zé antónio said…

    oi stôra***********
    Os Hebreus eram um povo monoteísta, que acreditava na vida de um Messias que os libertaria do domínio Romano. O nascimento de Jesusu Cristo foi encarado por alguns como a concretização desse Messianismo.
    O Cristianismo foi uma religião que se propagou com base nas palavras de Jesus Cristo. Esta religião defende a prática de valores humanos e tem um carácter ecuménico.
    Os Cristãos sofreram fortes preseguiçóes, por isso refugiavam-se nas catacumbas.

     
  • At 8:40 da tarde, Anonymous Jo@n@ said…

    Olá stora!!!!

    Jesus Cristo, quando nasceu, em Belém, foi considerado pelos hebreus, como o Messias, como aquele que os viria libertar do domínio romano.
    Jesus deu inicio a uma nova religião, o Cristianismo. Esta nova religião deu a conhecer ao ser humano novos valores que os ajudariam a reger as suas vidas:« igualdade entre os homens» «caridade e fraternidade» «humildade» «condenação de todo e qualquer tipo de opressão, injustiça e violência».
    O Cristianismo teve uma rápida difusão por todo o império romano.
    A expansão desta religião deveu-se à conjunção de quatro factores:
    :)a rede de estradas e a unidade linguística romanas, que facilitaram a circulação dos cristãos;
    :)em resultado da diáspora, existiam comunidades judaicas, um pouco por todo o império, que acolhiam bem esta religião por ser também monoteista;
    :)o descontentamento e a insatisfação da população romana que tinha conhecimento das desigualdades sociais existentes;
    :)os valores defendidos pelo Cristianismo eram sinónimos de esperança para os povos oprimidos.

    Jokas pa stora!!!!!!!!

     
  • At 5:36 da tarde, Anonymous ze diogo said…

    o que facilitou poram a rede ede estradas pois assim os antigos seguidores de jesus poderiam mais facilmente espalhar a boa nova

    bx

     
  • At 8:49 da tarde, Blogger Joao Alberto said…

    O Império Romano facilitou a difusão do Cristianismo pelo mundo, devido à conjugação de uma série de factores favoráveis. Entre eles, destaco:
    -A unidade linguística e política do Império, pois falando a mesma língua, todos se entendiam e a mensagem passava com maior facilidade.
    - As insatisfações e descontentamentos relacionados com as desigualdades sociais. O Cristianismo era portador de uma mensagem que apelava à igualdade e sobretudo à valorização dos humildes. Jesus Cristo gostava dos pobres, dos doentes, das crianças. Também para os nobres, os abusos do Imperador, a quem se prestava culto, fizeram-nos aceitar uma religião que era mais justa.
    -A corrpução moral dos costumes, sobretudo entre as classes mais privilegiadas e ricas. No entanto, saliente-se, como já referi anteriomente, que mesmo entre os mais poderosos houve muitos que se converteram ao Cristianismo.
    - A boa rede de estradas, facilitadora das comunicações entre as diferentes regiões que compunham o Império Romano, o que possibilitou aos apóstolos e seguidores da religião cristã a propagação mais rápida da mensagem de paz, amor, esperança, fraternidade e igualdade, missão de que Jesus Cristo os incumbira.
    - As múltiplas comunidades judaicas existentes nos vários pontos do Império e que mais facilmente aceitavam uma religião monoteísta.
    Mesmo sendo perseguidos e condenados à morte, no meio das maiores atrocidades e sofrimento, os cristãos não desistiam de propagar a sua fé e de a praticarem, às escondidas,levando muitas outras pessoas a converterem-se, de tal modo que, no início do século IV, eram já uma força política numerosa. Então, o Imperador Constantino, cuja mãe se convertera ao Cristianismo,e por influência desta, converteu-se também, baptizando-se e permitiu a sua prática.
    Já no fim daquele século, em 391, o Imperador Teodósio declarou o Cristianismo religião oficial do Estado.

     
  • At 2:29 da tarde, Anonymous luis ricardo said…

    foi a rede de estradas para se pderem movimentar e a ajuda dos judeus
    boas ferias bjs

     
  • At 7:19 da tarde, Anonymous Daniela Peixoto said…

    No inicio a socciedade imperial considerou os Cristãos como um grupo que praticava um culto de costumes bárbaros e criminosos.
    Foram perseguidos no 1º e 2º séculos. O Édito de Milão estabeleceu a liberdade religiosa e restituiu os bens aos Cristãos.

    ***Ops!!! Desculpe por não ter feito os meus blogs, mas agora que a minha mãe pôs a Internet portátel, tornou-se mais facil para mim ser assidua nos T.P.C.'s e principalmente recuperar a minha nota nesta disciplina.Feliz Páscoa!!!***

     
  • At 3:23 da tarde, Anonymous sarah e henrique said…

    boas tardes :)




    Inicialmente, os Romanos permitiram
    que os Hebreus praticassem a sua religão, quando invadiram a palestina.Mas a perseguição aos cristãos instala-se no tempo do imperador Octávio César Augusto.O cristianismo espalhou-se por todo o Império Romano, porque defendia valores de esperança para os povos oprimidos; poque a desigualdades sociais existiam;porque a comunidade judaica espalhou-se pelo Império. Finalmente, a rede de estradas e a lingua que unia o Império foram excelentes meios para transmitir a mensagem do Messias.

    Adeus
    um beijinho do henrique para a sora

     

Enviar um comentário

<< Home