blog@qui | 7º Ano

Espaço de reflexão sobre as aulas de História | Externato Maria Auxiliadora | Viana do Castelo

15.3.06

Guerra Colonial - entrevista (II)

A Guerra Colonial de Portugal com as ex-colónias de Angola, Moçambique e Guiné, teve início em 1961 em Angola e espalhou-se a Moçambique e à Guiné nos anos seguintes. Foi desencadeada pelos respectivos povos, para lutar pelo direito à auto determinação e independência e só terminou em 1974, com a revolução portuguesa do 25 de Abril e com a restauração da Democracia em Portugal. Juntamente com as três ex colónias acima referidas, obtiveram a sua independência, também as colónias de S.Tomé e Príncipe e Cabo Verde.
A entrevista que se segue, foi feita ao meu Pai, que esteve na Guerra Colonial em Moçambique de Julho de 1968 a Agosto de 1970, nas Províncias do Niassa e Cabo Delgado.
P: -Em que colónia portuguesa prestou serviço militar?
R: -Prestei serviço militar em Moçambique.
P: -Em que ano «foi mobilizado» (isto é, partiu para essa colónia)?
R: -Fui mobilizado em 1968.
P: -Que idade tinha?
R: -21 anos.
P: -Quanto tempo lá permaneceu?
R: -2 anos.
P: -Em que lugares esteve «colocado»?
R: -Estive colocado em Niassa e Cabo Delgado.
P: -Esses lugares eram zona de guerra?
R: -Sim. Eram zonas de guerra.
P: -Participou nalguns combates?
R: -Não porque fazia trabalho de rectaguarda no aquartelamento.
P: -Havia muita diferença entre o armamento e o equipamento dos portugueses e o dos guerrilheiros?
R: - Alguma, enquanto os portugueses tinham armamento ligeiro e antigo, os guerrilheiros tinham armamento mais moderno fornecido por outros países.
P: -O que o impressionou mais na guerra colonial?
R: - O que mais me impressionou foi a pobreza extrema em que vivia o povo de Moçambique e o fraco desenvolvimento que os portugueses tinham feito ao longo dos séculos que permaneceram em Moçambique.
P: -Acha que a participação na guerra colonial influenciou a sua vida futura?
R: -Sim. Influenciou a minha maneira de pensar, pois comecei a pensar de outra maneira nos problemas do ultramar.
P: -Tem fotos da sua permanência no ultramar?
R: -Sim. Tenho muitas fotos que tirei lá em Moçambique
Entrevista realizada por Joana Barros, 6º Ano

16 Comments:

  • At 6:41 da tarde, Anonymous José Diogo said…

    Isteven monsanbiqi lá meu!!
    ò te pai devia èstar afogado en cor espleta, black blother!!
    Xau aí

     
  • At 9:11 da tarde, Anonymous luis r. a velocidade do tempo said…

    OLE
    aquilo devia ser dificil

    12334

     
  • At 7:19 da tarde, Anonymous $@r!nh@ g0nç@ç@ve$ said…

    oi
    joana parabens o teu post ta muito bem continua assim xau

     
  • At 7:19 da tarde, Anonymous $@r!nh@ g0nç@ç@ve$ said…

    oi
    joana parabens o teu post ta muito bem continua assim xau

     
  • At 11:44 da manhã, Anonymous Rik said…

    Boa Joana.
    Continua a por post destes para toda a gente saber melhor desta materia...

     
  • At 11:54 da manhã, Anonymous Elisabete said…

    oi Jo

    Tá muito fixe assério.
    xauuuuuuuuuuuuu

     
  • At 12:03 da tarde, Anonymous Pedro said…

    Eu acho que a entrevista estava muito boa.


    chau

     
  • At 12:03 da tarde, Anonymous Carolina Maciel said…

    Olá stora!!******:P
    ta fixe:P:P

    bjs gandx:):)

     
  • At 12:11 da tarde, Anonymous NUNINHO!!!!!!!!!!!!! said…

    ACHO MUITO FIXE A TUA ENTREVISTA JOANA

     
  • At 12:18 da tarde, Anonymous ines p said…

    ta muito fixe;)

     
  • At 7:20 da tarde, Anonymous Jo@n@ said…

    Olá!!
    Com esta entrevista que fiz ao meu pai, tive conhecimento de algumas histórias que ele me contou, e que me deixaram arrepiada.
    Nessa época, os soldados passaram por muitas dificuldades.
    Com a revolução do 25 de Abril de 1974 e com a restauração da democracia em Portugal, as colónias africanas obtiveram a sua independência.
    Assim os soldados puderam regressar a casa.
    Jokas!!!!

     
  • At 1:08 da tarde, Anonymous D@NI said…

    GOSTEI BASTANTE DA TUA ENTREVISTA, CONTINUA ASSIM!
    PARABÉNS

     
  • At 5:45 da tarde, Anonymous Margarida Queirós said…

    ***********Olá***********
    Joana a entrevista está muito fixe
    +++++++++++++xau+++++++++++

     
  • At 5:45 da tarde, Anonymous Margarida Queirós said…

    ***********Olá***********
    Joana a entrevista está muito fixe
    +++++++++++++xau+++++++++++

     
  • At 10:12 da manhã, Anonymous ROMAIN V said…

    La no Moçambique nao devia ser facil

     
  • At 5:04 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    PODE SERVIR PARA DAR IDEIAS AOS MIUDOS QUANDO PRECISAREM DE FAZER ENTREVISTAS
    BOM BENEFICIO

     

Enviar um comentário

<< Home